Telnet

Juliana Jenny Kolb

teste seu conhecimento

Home > Redes de Computadores > Modelos de Arquitetura de Redes > Modelo OSI

Telnet

Telnet permite acesso remoto à qualquer máquina que esteja rodando o módulo servidor (assim como no SSH) mas é mais inseguro, pois os dados não são criptografados. Manter o servidor Telnet ativo representa um grande risco numa máquina conectada à Internet, pois qualquer um que descubra uma das senhas de usuário, ou pior, a senha de root, terá acesso à sua máquina, o que não é nada bom. E com o Telnet isso é muito fácil, pois bastaria snifar a sua conexão e pegar sua senha quando usasse o serviço.

Se mesmo assim você quiser arriscar, basta ativar o serviço “telnet“, que existe tanto no Linux quanto no Windows NT/2000 e XP e, no cliente, digitar “telnet endereço_ip” no prompt, como em “telnet 192.168.0.2” ou fazer o mesmo usando o nome da máquina. O comando existe tanto no Linux, quanto no Windows (no prompt do MS-DOS). Via Telnet você tem acesso via terminal como se estivesse sentado na frente da máquina, pode até mesmo abrir aplicativos de modo texto, como o Links, Vi, EMACs, etc. além de poder usar todos os comandos.

Naturalmente, o que você poderá fazer estará limitado à conta de usuário que utilizar. Por questões de segurança você não poderá logar-se como root, embora nada impeça que você use um login de usuário para ter acesso ao sistema e depois use o comando “su” para virar root.

Artigos Relacionados